E lá se vão 12 meses…

Hoje o dia amanheceu estranho. Me dei conta de que 12 meses se passaram desde aquela terrível noite de quarta-feira. Ainda me lembro com detalhes de como recebi a notícia de que você havia nos deixado, para sempre. E, apesar de todo mal que você me fez, das lágrimas que derramei enquanto você brincava com meus sentimentos e das noites que passei em claro tentando entender os motivos, uma parte do meu coração sente falta das ligações de madrugada, das pedras na minha janela, dos encontros inesperados, das brigas, dos pedidos para que  não me procurasse novamente e dos conselhos malucos que trocávamos.

É que eu lembro com carinho

Talvez eu nunca esqueça os momentos que passamos juntos. E, talvez, eu não queira mais jogar fora tudo aquilo que vivemos, com tanta intensidade. Quando a gente supera o trágico fim de um relacionamento ~ que tinha tanto para dar certo ~ ficam apenas as lembranças, os sorrisos, os abraços e as risadas. Tudo fica no lugar que deveria estar e se torna mais fácil seguir em frente, com a certeza de que as coisas duram o tempo que têm que durar.