2016 chances de ser feliz

O novo ano chegou e, com ele, mais de 300 oportunidades de fazer tudo aquilo que der na telha. Sim, é meio clichê essa história de que, com a chegada do ano novo, surgem novos sonhos, metas e mudanças. Mas, no fundo, se pensarmos que a chegada de um novo ano nos faz repensar e renovar as energias, são expressões super válidas, sim!

Todo mundo já deve ter escutado várias palavras bonitas na virada do ano. Eu, pelo menos, recebi abraços e muitos desejos para 2016 – sinceros, por sinal. Mas o que ninguém me falou e que eu espero e desejo do fundo do meu coração é que, neste ano, eu consiga fazer o que der na minha telha, da melhor maneira possível.

Pode recesso?

Olá gente, tudo bem?

Final de ano chegou real e oficial (como diz a parceira aqui do G91)! Agora é hora dos últimos detalhes para a ceia de Natal ~ se você for organizado, claro ~ e de começar a arrumar as malas para o Ano Novo (que eu não tenho paradeiro ainda ¬¬). Bom, levando em consideração essa correria de final de ano, as reuniões de família, confraternizações de amigos, e por aí vai, resolvemos dar um tempinho no blog. “Ah, mas pode isso?” Bom, aqui a gente faz o que der na telha, logo, podemos SIM 🙂

Desejo, por duas, que todos nós tenhamos um Natal abençoado, junto de amigos e parentes, e que 2016 entre com o pé direito. Não tem essa de “que o ano que vem seja melhor que este”. 2015 foi um ano incrível, apesar dos pesares, e tenho certeza que se vocês puxarem no fundo da memória, verão que nada aconteceu em vão.

É isso, Feliz Natal e um Ano Novo cheio de coisas boas pra gente. Ano que vem estamos de volta e vai ter assunto que não acaba mais, podem apostar!

Beijos, até mais gente!

Olá falsianes

Está aberta a temporada das falsidades! Este é o momento especial em que as “falsianes” e “vaquianes” passam o óleo de peroba na cara e saem desejando felicidades a todo mundo. Mas, na verdade, elas querem dar um tiro na sua cabeça.  São tantos votos de final de ano que eu, particularmente, só faço cara de paisagem e desejo o dobro. No fundo, nem vale a pena se desgastar com isso ~ eu acho.

A gente sabe quando fulaninho quer nos ver pelas costas. Não adianta, a pessoa passou o ano IN-TEI-RO te sacaneando, não vai ser agora que a coisa será diferente. O que muda, infelizmente, é o ano e não as pessoas. Aquela zinha do seu serviço vai continuar contando para todo mundo quando você chega atrasada, o joãozinho do seu bairro vai continuar disparando mentiras sobre você, a tia vai continuar falando que você precisa casar e por aí vai!

A quinta-feira do ano

Já é Natal na Leeeeeeader meu povo! O que aconteceu? A gente dormiu e acordou quase no penúltimo mês do ano? Confesso, é assustador. Mas pera lá, embora o ano tenha voado, fiz muita coisa boa durante esse tempo. Tenho consciência disso e aposto que vocês também. Ufa! Mas ontem eu ouvi essa musiquinha e uma pessoa do lado disse: “Nossa, o ano já acabou. Não dá pra fazer mais nada. Agora é só esperar acabar”. Como assim?