É que eu lembro com carinho

Talvez eu nunca esqueça os momentos que passamos juntos. E, talvez, eu não queira mais jogar fora tudo aquilo que vivemos, com tanta intensidade. Quando a gente supera o trágico fim de um relacionamento ~ que tinha tanto para dar certo ~ ficam apenas as lembranças, os sorrisos, os abraços e as risadas. Tudo fica no lugar que deveria estar e se torna mais fácil seguir em frente, com a certeza de que as coisas duram o tempo que têm que durar.

Inbox pra você

Pela milésima vez eu excluí seu número do celular e você nem sabe! É porque esse é sempre o primeiro passo para te excluir da minha vida. Acho que faço isso pelo menos uma vez a cada mês, desde que você reapareceu. E adivinha? Decorei a porcaria do número! De tanto ler aqueles numerozinhos aparecendo no lugar do teu nome. Deveria ter te bloqueado? Deveria. Mas eu queria receber suas mensagens. “Afinal, como o tempo passou e eu amadureci, posso lidar com isso, porque sei separar as coisas.” Aham! Sei tanto que aqui, nesse dejavu. Agora eu faço o quê com você? Faço o quê comigo? 

Você precisa aprender… PARA!

“Você precisa aprender a cozinhar, porque senão seu marido vai morrer de fome”. Não, eu não preciso aprender a cozinhar por causa de macho e ponto. Eu não quero aprender a fazer qualquer coisa na cozinha porque é “obrigação” da esposa. Não, eu não preciso aprender a cozinhar pra arrumar alguém e não ficar solteira pelo resto da minha vida! Apenas, parem!!!

Sinceridade é coisa simples

Bato constantemente na tecla da sinceridade, no sentido de achar que as pessoas tem o dever de serem mais sinceras umas com as outras. E não tem?! Nas relações humanas em geral. Eu não sou parâmetro para dosar sinceridade, para mim não tem um equilíbrio do tipo: Isso você pode falar, isso não pode porque magoa, tal coisa tem que ser dita com jeitinho… Ah, para! Vamos partir do princípio que é mais justo ser sincero em qualquer circunstância! Poupa desgaste emocional, poupa constrangimentos, situações embaraçosas… Por favor, é o mínimo.

O espetáculo de cada dia

Me questionei algumas vezes o motivo de somente eu colecionar sonhos (quase) impossíveis, amores desmanchados, laços quebrados e períodos de tristeza ~ que parecem mais fortes que qualquer coisa. Numa imensidão de gente diferente, cheia de manias e defeitos, por que só eu não vivo aquilo que quero e na hora que quero? E aí me dei conta de que navegava numa das maiores mentiras que existem hoje em dia: as redes sociais!