Senta aqui e me ouve

Você está estranha! Não me ama mais? Por que anda tão fria? Será que existe outra pessoa? Te fiz alguma coisa ruim? O que está acontecendo?

Ok, vamos sentar e conversar?! Mas, por favor, sem acusações. Eu não estou fria e nem existe outra pessoa. Pelo tanto que julga me conhecer, deveria saber que jamais poderia trair nosso relacionamento. Isso vem de mim, é questão de caráter, meu amor. Não deixei de amar você nem por um minuto e, muito menos, de fazer planos, só estou sufocada com suas crises de ciúmes, suas imposições e desconfianças.

Na semana passada me senti tão mal com nossa discussão. Foi apenas um comentário na foto do meu amigo. Nossa amizade nasceu na 7ª série, quando eu nem imaginava que um dia iria te conhecer. Ele sempre foi meu melhor amigo. E quer saber? Sempre torceu pela minha felicidade e nunca quis ultrapassar os limites. Quando contei que estava namorando, ele fez questão de desejar que fôssemos imensamente felizes. E como você retribui?

Você retribui sendo ignorante, impondo que eu desfaça uma amizade tão bonita. Você retribui brigando comigo por algo que, de verdade, não tem nada a ver. E quando digo que não tem nada a ver, é porque não tem mesmo! Retribui com gritos desnecessários e crises de ciúmes sem fundamentos. Acho que foi a gota d’água.

Não dá pra manter um relacionamento dessa forma. Aturei até aqui. Fomos longe demais com essas imposições. Temos sim que sair com amigos, bater papo com pessoas que gostamos. Você tem o direito de jogar futebol com os meninos do serviço e eu posso bater perna no shopping com as amigas da faculdade. Temos que nos divertir, sair com os familiares e viver nossas vidas. Não nascemos grudados um ao outro. Havendo respeito e consideração, podemos e devemos viver cada um a sua vida.

Será que a gente consegue? Eu até acho que sim e podemos tentar pela última vez ~ essa não é a primeira vez né?! Digamos que seja uma tentativa de fazer com que nosso relacionamento seja saudável. Na boa, do jeito que está, não dá. Estou sufocada, presa a brigas e crises tão desnecessárias, meu amor. O que acha? Eu te amo, mas me amo primeiro. Quero poder fazer aquilo que acho certo e que me faz feliz. Quero manter minhas amizades e fazer novas. Tenho certeza que isso também fará bem a você.