É que eu lembro com carinho

Talvez eu nunca esqueça os momentos que passamos juntos. E, talvez, eu não queira mais jogar fora tudo aquilo que vivemos, com tanta intensidade. Quando a gente supera o trágico fim de um relacionamento ~ que tinha tanto para dar certo ~ ficam apenas as lembranças, os sorrisos, os abraços e as risadas. Tudo fica no lugar que deveria estar e se torna mais fácil seguir em frente, com a certeza de que as coisas duram o tempo que têm que durar.

É que agora eu lembro com carinho de você. Passei em frente aquele restaurante que íamos praticamente toda semana. Ele continua bem frequentado e sem lugar para estacionar o carro. Lembrei das vezes que você sorriu ao me ver implorando ao garçom que abrisse uma exceção, e servisse uma pizza, ao invés de comida japonesa. E ele sempre dizia: “Tudo bem, vou ver o que eu consigo”. (Continuo odiando comida japonesa).

Lembrei das gargalhadas no portão da minha casa, pouco antes de você montar na moto, colocar o capacete e descer a ladeira buzinando. Os vizinhos, que a gente ficava espiando brigar do outro lado da rua, se mudaram do bairro. Parece que uma das brigas foi bem pior do que as que a gente estava acostumado. Agora a rua fica mais tranquila e silenciosa. Aliás, acredito que o restante do bairro tenha agradecido por não estarmos mais aos gritos, tirando sarro um da cara do outro, como duas crianças.

Demorou um tanto, mas hoje consegui abrir aquela velha caixa verde de fotos e bilhetinhos. No meio dos papéis encontrei nossa primeira aliança, um pouco arranhada, por causa do uso. Diferente do que acontecia quando encontrava alguma lembrança sua, um sentimento bom me invadiu e não teve lágrima. Passou aquela fase de “se não for para ficar comigo, quero que você morra”.

Já fazem meses desde a última vez que entrei no seu carro e debatemos sobre o nosso relacionamento ~ e o fim dele. Também fazem meses que recebi sua última mensagem, que teve uma resposta bem agressiva e seca da minha parte, por sinal. A cidade é enorme, mas se fosse pra ser, a gente ia acabar se trombando por aí. Hoje é sincero o que eu digo, pode acreditar: Uma boa sorte e seja feliz. Que você encontre luz e alegria pelo caminho. Tivemos sorte de dividir alguns bons anos um com o outro. Espero sempre lembrar com carinho disso tudo.u