Sinceridade é coisa simples

Bato constantemente na tecla da sinceridade, no sentido de achar que as pessoas tem o dever de serem mais sinceras umas com as outras. E não tem?! Nas relações humanas em geral. Eu não sou parâmetro para dosar sinceridade, para mim não tem um equilíbrio do tipo: Isso você pode falar, isso não pode porque magoa, tal coisa tem que ser dita com jeitinho… Ah, para! Vamos partir do princípio que é mais justo ser sincero em qualquer circunstância! Poupa desgaste emocional, poupa constrangimentos, situações embaraçosas… Por favor, é o mínimo.

Minha melhor amiga jamais sairia comigo com uma blusa de estampa oncinha e uma calça estampa zebrinha, por exemplo. Gosto não se discute?! Ok! Mas é minha opinião, minha amiga e eu vou dizer pra ela: -Miga, não, não tá legal! Se ela arrumasse um namorado babaca, o discurso seria parecido: -Querida, não é pra você, mas se quiser quebrar a cara, estarei aqui com o meu “eu avisei”. O mesmo seria se eu estivesse em um relacionamento e de repente parasse de gostar da pessoa. Jamais ficaria ali por comodidade! Não entendo porque as pessoas são assim! Não é mais fácil chegar e dizer a verdade?! -Fulano, desculpa, não posso corresponder, não estamos em sintonia, é melhor cada um seguir sua vida. Gostaria que fizessem isso por mim! Ou até mesmo em uma treta familiar. Deu merda?! Vamos nos reunir e lavar a roupa suja. Todo mundo se explica, fala o que pensa, se resolve. Ou não se resolve, mas pelo menos tentou. Ponto final.

Tá vendo?! A amiga não vai sair cafona e virar piada; você evita uma relação bosta e já libera a pessoa pra seguir o caminho dela; evita o bafafá na família de um falar pelas costas do outro e no almoço de domingo ter que fingir cumplicidade. Simples ou não? Estou sendo razoável, só querendo dizer que a gente não tem que ter receio de ser sincero, falar a verdade… Isso sim é ser legal! Não é que você vai virar para qualquer um e vomitar o que pensa na cara dele. Mas me sinto na obrigação de ser sincera com quem exige isso de mim, normalmente são as pessoas que eu convivo, que eu me importo. E quando não são… Sou sincera do mesmo jeito! Vocês querem um pouquinho? Segundo a minha mãe, eu poderia até ser menos.

É isso. Não temos que concordar sempre, não temos que ser agradáveis o tempo inteiro, não precisamos “engolir todos os sapos”, a gente só precisa ser sincero, com nós mesmos e com todo mundo ao nosso redor. Faz um bem danado!

response to “Sinceridade é coisa simples” 1

Comments are closed.