Idas e vindas

Hoje ouvi de uma amiga que a pior coisa é quando a gente gosta de alguém e o alguém não tem certeza se quer ficar com a gente. Comecei parabenizando mentalmente o alguém pela sua sinceridade em expor seus sentimentos, ou a falta de sentimentos, ou a confusão de sentimentos. Disse (sem pensar 1 segundo) que quando a gente gosta de verdade, por mais conturbado que seja o contexto da história, não há dúvida. Se uma das partes tem dúvida, não é pra ser. Pelo menos naquele momento da vida não é pra ser.

E aí você pode me dizer que se a gente quer muito uma coisa tem que correr atrás, e tem que lutar por aquilo, porque a mesma oportunidade (pessoa) não bate na porta duas vezes… Respeito esse tipo de esperança no amor. Respeito sem ironia. Mas penso que dessa forma você cava, lento que seja, um poço. Já sabe que no final das contas quem vai estar lá no fundo é você né?! E não sou eu que estou sendo dramática! Drama de verdade vai ser quando sua ficha cair. Não temos que forçar o sentimento dos outros! Isso faz mal. O problema é que isso custa a entrar na cabeça, e a gente custa a aceitar, e custa a fazer efeito.

É difícil lidar com a dúvida do outro quando você está transbordando de certeza. É realmente bem desconcertante, pra não dizer dolorido. O ser humano não lida bem com nenhum tipo de rejeição, por mais leve que seja. Fere ego, coração, nos faz mergulhar naquele poço sabe, cheio de insegurança. Mas, tudo no seu tempo! Não no seu ou no meu, num tempo impessoal; do destino, do universo. “Se for pra ser vai ser.” Clichê idiota que rege minha vida. Talvez por preguiça, talvez por acreditar nisso, de fato. O controle que temos da situação determina apenas uma porcentagem do rumo da história. Aprendi sem ninguém me ensinar!

“Temos que viver o presente.” “A vida é feita de momentos.” Mais clichês idiotas pra vocês! Ouço desde sempre e concordo em gênero, número e grau. Ninguém vai morrer por conta das idas e vindas do amor. Ou do que achamos que seja amor. Porque viver o presente é isso, achar que está apaixonado, achar que está amando, e com o passar do tempo descobrir que não. Era um momento, uma fase. Quando passar, você vai rir do que lembrar. Ok, sem generalizar! Mas em algum momento eu garanto que você vai rir! E pode ser que você esbarre várias vezes com a mesma pessoa pra viver outra história, ou viver uma história parecida com outra pessoa… Eu só espero que seja leve! É o que espero da vida, leves idas e vindas que me arranquem sorrisos.