Vida amorosa em 7 parágrafos

Você claramente percebe que não é boa com relacionamentos amorosos quando tenta, por cinco dias consecutivos, escrever sobre isso e não consegue terminar um parágrafo. O fato de não ser boa com relacionamentos é muito relativo, se eu for considerar o fato de que nunca estive em um de verdade, ou nem de mentira, dependendo do ponto de vista. Então resolvi contar meu histórico afetivo, que não é o mais interessante do mundo, mas se você quiser ler por curiosidade… Ta aí!

Pedra do Elefante – tombos, dores, escalaminhada e uma visão incrível

Na sexta passada eu contei aqui pra vocês que iria fazer a trilha da Pedra do Elefante, em Niterói, lembram? Foi total loucura! A subida é beeeeeem pior do que me contaram, logo, tivemos muito mais situações estranhas e doloridas do que eu imaginei. Mas, resumo: a visão é incrível e vale a pena SIM.

#dramasmexicanos

Esta semana uma amiga me contou uma história que, se eu não confiasse tanto nela, acharia que estaria inventando, por que é praticamente um texto de novela das 21h. Foi aí que pensei em criarmos uma tag sobre o assunto, sobre sentimentos e relacionamentos: #dramasmexicanos. A partir de hoje, toda quarta-feira teremos um desabafo diferente sobre relacionamentos, baseados em nossas histórias, de amigas e familiares. Ah, e claro, se quiser contar pra gente seu drama, fique a vontade.

Drama, comodismo e gota d’água

Não faço ideia se algum dia alguém constatou que uma fase ruim é algo que inspira as pessoas. Quando digo fase ruim, não significa que seja tão ruim, significa que tem alguma coisa fora do eixo! Posso estar relatando a maior abobrinha do universo, mas às vezes tenho a impressão que isso faz algum sentido. Quando você se encontra absolutamente perdido em pensamentos, anseios e impulsos não colocados para fora, nesse exato momento, é que surge aquela reflexão intensa e incessante sobre o rumo dado a sua vida em todos os aspectos. Por que quando um aspecto vai mal, minha gente, naturalmente os outros desandam por influência. Pensamento negativo? Talvez.

Para, respira e não pira! Trilha do Elefante

Sabe quando você resolve fazer alguma coisa no boom da situação? Você fica sabendo que tá rolando algo e logo quer, sem pensar muito? Pois é, geralmente eu faço isso, resultado da ansiedade master que convive ao meu lado?! Talvez seja. Falando nesse mal que me atormenta, já fiz um post sobre isso aqui.